quinta-feira, 27 de novembro de 2014




Ele não está lá...
Não sei onde exatamente ele se encontra, mas por mais que insistam, lá ele não está. 
Grito num silêncio ensurdecedor, na esperança insana de que me ouçam e que ajeitem o mundo por mim, colocando cada peça em seu devido lugar.
É só um sonho, insisto para que minha mente acredite. 
Tempo perdido...
Divago! Canto!
Choro! Ouço!
Paro.
Pra quê tudo isso? Por que não deixar o universo seguir seu curso? Por quê não aceitar os rumos que Deus impôs? 
Resolvi então mudar todos os caminhos negativos, e caminhar na direção certa. Resolvi pensar melhor e deixar mais os pés voarem, sem tirá-los do chão.
Resolvi sorrir mais, brincar mais, apreciar a beleza do silêncio de um pôr-do-sol ou o tilintar de um dia chuvoso.
Resolvi levar um legado do bem adiante, da forma como deve ser, e da forma que ele faria.
Vou ouvir simplesmente a voz que realmente me importa: A MINHA!
Vou fazer apenas o que ele gostaria que eu fizesse: VIVER!
Mas viverei em paz, porque ele não está lá...
Ele está em mim!













Um comentário:

  1. Acenildes Cominetti Uliani30 de novembro de 2014 20:05

    Louise vc é show...que graça e eu que nem sabia!Vou ler um pouco por dia!Parabéns!bjs com carinho,Cê

    ResponderExcluir