terça-feira, 3 de abril de 2012

Avesso momentâneo


 As palavras às vezes são traiçoeiras. Elas se viram contra nós e o que realmente deveria ser, não acontece. Elas não saem como planejadas.
Estou vivendo essa traição.
Nas palavras me enrolei e desse rolo, hoje nada resta a não ser saudade e raiva. Raiva de mim mesma, por deixar algo tão bonito ir embora. Raiva de mim mesma por não lutar do jeito certo, por não ser melhor.
Engulo o remorso que agora persiste em mim e sigo em frente.
Dou o braço a torcer e começo a aceitar a derrota.
Elas me derrotaram. Elas me estraçalharam por dentro e tiraram o pouco de bonito que aqui havia.
Hoje elas ficam aqui, lembrando-me do pior, da forma errada que as usei e nas lembranças elas só aparecem para rir de tudo o que causei. Revivo cada parte e de cada uma delas.  Tento desvencilhar, mas estou fraca no momento.
Hoje sou um fracasso.
Hoje sou a derrota.
Hoje sou nada.
Que seja uma fase, que seja temporário. Que algo melhor ainda esteja por vir. Nem tudo são flores e alegrias.
A dor me ensinará novamente a ser mais forte, mais eu, mais dona de mim. Que o sorriso renasça no lugar das lágrimas que por ora teimam em aparecer.




2 comentários:

  1. Mariana Paggiaro4 de abril de 2012 14:00

    "Acredito que errado é aquele que fala o correto e não vive o que diz..."

    ResponderExcluir
  2. Lou...independente de tudo lembre-se sempre que o mais importante disso tudo são as boas lembranças que nada poderá apagar...lembre-se sempre de tudo que foi belo que vc plantou...
    e somente o tempo irá lhe dizer se essa decisão realmente foi a correta!!!
    sorria! e saiba que nós estaremos SEMPRE ao seu lado!!!

    bjsss

    ResponderExcluir